DECRETO AMERICANO SOBRE O NEGÓCIO DE PESCADOS

Publicação: 08/05/2020

Num claro recado de busca por menor dependência das importações, que correspondem a 85% do consumo americano de Pescados em termos de peso, o Presidente americano assinou ontem um Decreto pela Promoção, Competitividade e Crescimento Econômico do Negócio de Pescados Norte Americanos, sustentado nos princípios e Atos pela Sustentabilidade e Conservação de Recursos Naturais, o Decreto promove a revisão, simplificação e institucionalização de Normas relacionadas à Produção e Comércio de Pescados, sinaliza evidentemente para o potencial de crescimento da Aquicultura Offshore, em Peixes e Algas, e deixa espaço para incentivo a avaliações e estudos de oportunidades, não descartadas águas interiores. A Notícia foi publicada ontem no site da Casa Branca, assim como o DECRETO

Entendendo como um indicativo claro de uma mudança importante no cenário mundial futuro do negócio de Pescados, com implicações internacionais de Comércio Exterior, de Diplomacia e Tratados Comerciais, o Conepe fez uma tradução livre do texto, destacando alguns trechos e referências que além de importantes, devem ser internalizadas pela Sociedade e pela Gestão Pública, pois respeitadas  a  hegemonia de cada país, alguns princípios são universais, ainda mais aqueles que regem o uso e a produção baseada em recursos naturais vivos. Acesse aqui.