VIDEOCONFERÊNCIA COM O MINISTRO DA ECONOMIA PAULO GUEDES

Publicação: 14/05/2020

A conferência, articulada pela Presidência da Câmara e pelo deputado Luiz Nishimori, colocou o Setor Industrial de Pescados, em representação ampla incluindo Indústrias, Comerciais,  Armadores, Piscicultura, Carcinocultura, frente a frente com o Ministro Paulo Guedes e parte importante de sua equipe. Pudemos expor aos gestores da economia brasileira as angústias de estarmos, embora classificados como Produtores Rurais e sob a tutela do Ministério da Agricultura, à margem dos créditos emergenciais e mesmo de custeio e fluxo de caixa disponíveis para outras cadeias produtivas do agronegócio brasileiro. Trata-se de detalhe técnico da inclusão destas atividades no Manual de Crédito Rural, sob responsabilidade do Banco Central, e houve tácito compromisso do Ministro em revisar e trabalhar pela inclusão do nosso setor nestas linhas de crédito específicas.

Pudemos melhor detalhar características específicas desta Indústria, sua Cadeia Produtiva e a necessidade de um olhar diferenciado por parte do Governo.

Destacamos o avassalador impacto que a COVID-19 trouxe à Cadeia Produtiva de Pescados, tanto a nível de produção, como, e principalmente, no comercial, com o quase fechamento do Food-Service, do turismo e dos canais preferenciais de escoamento da produção. Discutimos opções de sustentação financeira emergencial a estes setores, seja via crédito para fomento, para fluxo de caixa, seja via diferimento de impostos, e aí explorou-se oportunidades para  insumos importados sob condições beneficiadas.

Como sempre o Ministro Paulo Guedes defendeu o liberalismo econômico e a atenção que deve ser dada aos empresários e empreendedores. Na sua forma franca e direta  de se expressar, expôs sua indignação vendo bilhões sendo distribuídos para Estados e Municípios, enquanto o setor privado e o empreendedorismo encontra tantas barreiras e dificuldades de acesso a crédito para gerar emprego e renda, e finalmente recolher tributos aos cofres públicos, num contra-senso econômico grave e pernicioso.

Em determinado momento, diante da espontaneidade e indignação de empresários com a situação e lentidão no atendimento a processos e projetos para a produção, o Sr Ministro tomou o telefone e fez chamada em viva-voz à Ministra Tereza Cristina, da Agricultura, ambos se alinhando e compremetendo-se a trabalhar por maior celeridade nos assuntos da Pesca e em prol do desenvolvimento da nossa atividade.